Tudo que você precisa saber para tirar (ou renovar) seu passaporte

716

Eu digo que toda viagem para o exterior começa com você checando seu passaporte. Já pensou chegar no aeroporto e ser barrado/a porque o documento está vencido? Eu já vi isso acontecer mais vezes do que sou capaz de contar, então para te poupar deste stress, escrevi este post com TUDO que você precisa saber.

Aqui no Brasil o passaporte é emitido pela Polícia Federal e o processo é basicamente o mesmo para primeira emissão ou renovação, que segue 5 passos: preencher o formulário online, pagar a taxa, agendar atendimento, atendimento presencial e emissão. Vem comigo que vou te dar várias dicas para cada uma dessas etapas.

 

  1. Preencher formulário online

Antes de qualquer coisa, você vai precisar preencher um formulário online com dados pessoais para dar início ao processo. E para facilitar este momento, o ideal é que você separe alguns documentos com antecedência para não ter que ficar interrompendo toda hora para buscar alguma coisa que faltou.

 

Você vai precisar de um documento de identificação válido, então confira abaixo a lista dos documentos aceitos:

  • carteira de identidade (inclusive emitidas por comando militar);
  • carteira funcional expedida por órgão público;
  • carteira de entidade profissional (OAB, CRM, por exemplo);
  • CNH (acompanhada de documento que comprove local de nascimento);
  • passaporte anterior emitido por órgão brasileiro (mesmo vencido);
  • carteira de identidade indígena ou declaração da FUNAI;
  • carteira de trabalho;
  • documento digital federal (como carteira de habilitação ou carteira de identidade digitais);
  • Certidão de nascimento (Somente para menores de 12 anos).

 

Mas fique atento/a! Caso você tenha mudado de nome (como nome social ou nome de casado/a), pode levar documento com nome anterior desde que apresente outro documento que comprove a mudança oficial. Mas não adianta apresentar processo de pedido de CNH ou carteira de identidade – você precisa apresentar o documento emitido. Também não são válidos passaportes de outros países.

Se você estiver renovando seu passaporte, precisa levar o documento anterior. Caso tenha sido roubado ou furtado, é necessário apresentar o Boletim de Ocorrência. Sem isso, o processo trava e você pode ter que pagar uma taxa extra.

 

Para todos entre 18 e 70 anos, é essencial estar regularizado/a com o Tribunal Superior Eleitoral – isto é, ter votado ou justificado o voto. Para saber sua situação, confira o site do TSE aqui (https://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao/copy_of_consulta-por-nome)

Para homens entre 19 e 45 anos, também é necessário estar regularizado com o serviço militar. Normalmente eles não pedem o documento na hora da entrevista, mas o cadastro acusa irregularidades ou divergências – o que pode atrasar seu processo. Por isso, confira tudo na sua junta militar e leve o comprovante só para constar.

Depois de juntar todos esses dados, você está pronto/a para começar a preencher o formulário aqui (https://www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/passaporte/ajuda/duvidas/formulario/erro-404-ao-tentar-acessar#formfield-form-widgets-resposta). A Polícia Federal recomenda o uso do navegador FIREFOX – mas confesso que nunca tive problemas no Safari nem no Chrome.

 

Dica de ouro! Complete seus dados com calma e aproveite a última página do formulário para conferir tudinho! Qualquer erro de digitação pode dar uma baita dor de cabeça e atrasar a entrega do passaporte.

 

  1. Pagar a taxa – GRU

Quando você completar o formulário e confirmar seu envio, o sistema vai gerar um boleto chamado GRU (Guia de Recolhimento da União). Você precisa pagá-lo antes de agendar seu atendimento presencial. Não adianta tentar burlar o sistema: sem pagar o boleto o sistema não libera o agendamento.

Erros no CPF ou no CEP podem bloquear a criação da GRU, por isso confira estes números com cuidado especial. Caso esteja preenchendo o formulário de alguém que tenha acabado de tirar o CPF, o ideal é aguardar 24 horas para processamento. Caso o CEP esteja errado no sistema dos correios (o que é normal) coloque outro CEP próximo à sua residência e no dia da entrevista solicite a mudança.

Quando este post foi escrito (em novembro de 2021) a taxa de emissão ou renovação de passaporte é de R$257,25 por pessoa e não há nenhuma forma de desconto ou isenção. E existe ainda uma taxa mais salgada de R$514,50 para quem está renovando e não apresentar passaporte anterior válido ou boletim de ocorrência.

 

  1. Agendar atendimento

Depois de pagar a GRU, dê até uns 3 dias para o pagamento ser registrado e volte ao site da Polícia Federal e faça o agendamento aqui (https://www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/passaporte/ajuda/duvidas/agendamento/agendamento-opcoes#formfield-form-widgets-resposta).

E esta parte tem algumas boas dicas!

  • Por mais que esteja fazendo o processo para sua família, você precisa agendar uma solicitação por vez. O sistema da PF está dando erro na solicitação familiar e pode dar erro.
  • A antecedência mínima é de 1 dia, mas isso é raro de acontecer. A espera pode levar meses – por isso se programe com antecedência.
  • Escolha o posto de atendimento com atenção, porque você vai precisar retornar para buscar o passaporte. Normalmente, passaportes emitidos há mais de 90 dias e não retirados são cancelados. Por conta da pandemia, isso não está acontecendo – mas quem sabe quando vai voltar?
  • Já agendou e precisa mudar? Acesse o mesmo link aqui de cima e escolha REAGENDAR. Se você perdeu a data, clique em cancelar agendamento e marque novamente.

 

  1. Atendimento presencial

Para o atendimento, eu recomendo que você chegue uns 15 a 20 minutos antes do seu horário. Isso porque várias vezes, pessoas atrasam e eles chamam o horário seguinte para agilizar. Se você já estiver lá, poderá aproveitar essa chance.

O atendimento é rápido: dura em média de 10 a 15 minutos. Neste momento você precisa apresentar documento de identidade original e passaporte anterior (caso haja). O atendente vai colher impressões digitais e tirar a foto do passaporte – inclusive dos menores de idade. Por isso TODO MUNDO da família tem que comparecer ao agendamento.

Se tudo estiver certo com a documentação, eles vão te dar um prazo de emissão do documento – que em geral é de 6 a 10 dias úteis – entre 2 e 3 semanas. Você consegue acompanhar o andamento aqui: https://www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/passaporte/ajuda/duvidas/andamento/andamento-consultar#formfield-form-widgets-resposta. Uma vez liberado, você pode ir buscar seu passaporte na mesma agência onde fez o atendimento – e não, não dá para mudar.

 

  1. Recebendo seu novo passaporte

Por incrível que pareça, é aqui que o povo se enrola com mais frequência, porque o passaporte só é entregue ao TITULAR. Isso mesmo, você tem que ir presencialmente e não há previsão de autorização ou procuração. Só os menores de 12 anos estão dispensados. Menores de 16, precisam estar acompanhados dos responsáveis.

Para retirar, você precisa apresentar um documento de identidade com foto (certidão de nascimento só para menores de 12 anos).

E vá com paciência e com tempo: a espera para retirar pode ser de até 30 minutos dependendo do posto e da movimentação. Mas depois disso, você só tem que curtir seu passaporte novinho viajando por aí!

 

A gente aqui é especialista em ajudar os clientes a carimbarem seus passaportes

https://www.maxmilhas.com.br/blog/dicas-de-viagem/passaporte-de-emergencia

Para passaportes de urgência e emergência (vamos falar mais deles depois) a taxa é de R$334,42.

Last modified: 8 de novembro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *